Entrevista Jornal PUC-SP em Notícias – Fisioterapia: Inovação Para Tratar Escoliose

 captura-de-tela-2016-11-10-as-15-56-16

Entrevista Jornal PUC-SP em Notícias

Edição 88. Ano 7 – Setembro de 2016

 

 

captura-de-tela-2016-11-10-as-15-55-58

 

Fisioterapia: Inovação Para Tratar Escoliose

O professor Rodrigo Andrade (Fisioterapia) esteve em agosto na Scoliogic Best Practice Academy, em Hong Kong, para concluir  a formação Schroth Best Pratice Program by Dr Weiss, método utilizado no tratamento da escoliose idiopática do adolescente. Objeto de estudo do docente desde a gradução, essa deformidade da coluna é caracterizada por uma inclinação das vértebras sem causa definida, o que, estudos ocorrem em mais de 80% dos casos.

O docente decidiu se aprofundar no tema influenciado pelo doutorado da também professora Patrícia Penha e do mestrado da ex-aluna Barbarah Carvalho. Segundo Andrade, existem sete escolas internacionais com comprovação científica no tratamento da escoliose, entre elas a instituição de Hong Kong. A relevância do curso se deve, ele explica, ao fato de o método Schroth ser o mais estudado, com numerosos escritos de Hans Weiss, diretor do centro de reabilitação alemão Askelepios Katharina Schroth.

14102605_1736110233306341_3015615307328366679_n

 

O Prof. Ms. Rodrigo Andrade é ÚNICO fisioterapeuta na América Latina com AMBAS FORMAÇÕES – MÉTODO SCHROTH (Scoliologic Schroth Best Practice by Dr Weiss – Hong Kong) e MASTER ISICO ABORDAGEM SEAS – Exercícios Científicos no Tratamento da Escoliose (Istituto Scientifico Italiano Colonna Vertebrale – Milão-Itália).

“Aqui no Brasil quase todos os tratamentos fisioterapêuticos para escoliose não são baseados em evidências científicas, ou seja, não sabemos se funcionam”, diz o professor. Essa é a segunda especialização internacional de Andrade, que já havia estudado no “Instituto Scientifico Italiano Colonna Vertebrale”.

“Durante minha pesquisa para o doutorado, percebi que não havia  ninguém no país com ambas as formações. Tenho me especializado para capacitar os fisioterapeutas brasileiros e com isso oferecer aos pacientes um tratamento de excelência”. (M.F.)

 

 

Comente!