Sabe aquelas faixas coloridas, chamada Kinesiotapping, elas funcionam?

É clara a difusão desta técnica na prática clínica do fisioterapeuta e é muito comum observar o uso destas bandagens elásticas (kinesiotapping) nos atletas, até mesmo os de alto rendimento. Vai ser muito comum, ver os atletas nas Olimpíadas Rio 2016 todos “coloridos”, mas a pergunta é: Estas faixas elásticas (kinesiotapping) realmente funcionam?

Diversos estudos tem se mostrado a INEFICIÊNCIA desta técnica nos pacientes, a conta é: são 76 (Contra o uso) X 4 (a favor do uso).

Mas isto não bastava para os clínicos que se utilizavam do método e eles diziam que as faixas elásticas (kinesiotapping) eram utilizadas de forma adicional ao tratamento ou complementar.

Desta maneira, um recente estudo publicado na JOSPT (2016) destaca que NÃO EXISTE BENÉFICOS ADICIONAIS DA KinesioTapping (bandagem elástica) COMO TRATAMENTO COMPLEMENTAR em paciente com dor lombar.

kinesiotapping artigo

Neste estudo, 148 pacientes com dor lombar CRÔNICA foram randomizados em 2 grupos!

O grupo 1 = fisioterapia baseada nos guidelines de dor lombar; grupo 2 = fisioterapia baseada no guidelines + KT.

Neste caso, os benefícios do KT seriam comprovamos caso o grupo 2 obtivesse resultados mais significativos, porém não foi isso que foi observado!

Cai por terra a hipótese da KT COMO TRATAMENTO COMPLEMENTAR, afinal agora foi comprovado NÃO ter resultados significativos!

Para usufruir dos benefícios da fisioterapia baseada em evidências científicas (aquela que realmente funciona), é fundamental o auxílio de um profissional com especialização internacional no tratamento da coluna vertebral. Somente ele, poderá tecer o diagnóstico correto e indicar o tratamento adequado à sua situação.

Que tal investir em sua saúde e fazer um tratamento realmente especializado?

Para ler este artigo completo, acesse:  http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24952836

Comente!